Seja bem-vindo (a)!

Presente em expressivos empreendimentos da engenharia nacional, a VETEC Engenharia viabiliza soluções diferenciadas em todas as fases das implantações, do Planejamento ao Projeto Final, Gerenciamento, Fiscalização, Operação de Trânsito e Transporte, para os mais significativos contratantes do segmento.

(0 item) - R$0,00

Nenhum produto no carrinho.

Gemas

 

Ágata

O nome Ágata deriva de 'Akhàtes' nome grego de um rio Siciliano, na Itália. Faz parte da família dos quartzos não cristalinos mais especificamente calcedônia. As lapidações usadas são cabuchon, pedras incisas com desenhos ou símbolos (camafeus), ou ainda mais ou menos arredondadas com furos para colares e outras montagens. Dizem que a Ágata ajuda o equilíbrio físico e mental, afasta o mau olhado, nos dá autoconfiança e ajuda o sistema digestivo. O contato com a pele pode fazê-la ficar opaca bastando lava-la em água morna com sabão neutro para restituir seu esplendor.



 


Água Marinha

Seu nome vem do latim, devido à sua cor semelhante à água do mar.Talismã dos marinheiros é a gema das sereias. Símbolo de caridade e espiritualidade. Quem a usasse estaria protegido contra desgraças. Sua cor azul transparente varia entre tons bem claros até os mais escuros, quanto mais escura mais apreciada, esfumaturas verdes também são comuns.



 


Ambar

Sua origem é antiga, formada na Europa no período terciário pela fossilização e oxidação de gotas de resina que por milhões de anos caíram de coníferas. Podemos encontrar englobados no âmbar, restos de vegetação e pequenos animais, que se apresentam muito desajeitados pela luta de tentar se liberarem desta substância colante. Foi o filósofo grego, Talete que descobriu, em torno do ano 600 a.c., as propriedades magnéticas do ambar, que quando espedaçado se eletriza daí a origem do nome, do grego 'èlektron'. Uma das maneiras para saber se estamos comprando um ambar é mergulhá-lo em uma solução de água salgada, se   for verdadeiro irá flutuar.



 


Ametista

Nome que vem do grego 'a-methystos', não bêbado, pois eles acreditavam que os que a usassem estariam protegidos contra a embriaguez. É a pedra mais apreciada do grupo dos quartzos. Sua coloração violeta varia entre tons quase incolores até o violeta intenso, podendo chegar ao rosa.Os antigos a chamavam de pedra de Vênus. São dados a ela inúmeros atributos como propriedade de cura, imunidade a veneno, reforço da memória e bons sonhos quando colocado embaixo do travesseiro.



 


Citrino

Seu nome deriva do latino 'citrus', 'amarelo limão'. Chamado pelos comerciantes erroneamente de topázio, pela sua semelhança na cor. Pertence ao grupo dos quartzos. Sua cor varia entre as tonalidades do amarelo pálido até uma coloração cognac claro ou whisky. É uma pedra abundante no Brasil. Acredita-se que esta gema inclina o usuário a adotar atitudes neutras e lhe dá controle sobre sua vida emocional. Torna o humor e os pensamentos límpidos e cristalinos.



 


Diamante

Diamante vem do grego 'adamas' que significa inconquistável, sugerindo a sua dureza, que só pode ser riscado por um outro diamante, é o mineral mais duro que existe, contudo, ele não é inquebrável, e certos ângulos da sua formação molecular permitem que seja cortado ou fraturado em algumas direções. Símbolo de riqueza e poder, seu brilho intenso, sua resistência ao desgaste e sua raridade fizeram dele a mais preciosa das gemas. É mais conhecido na sua versão incolor, mas também existem com nuances de amarelo e castanho, raros são aqueles com coloração definida de amarelo, azul, rosa e verde. O diamante com lapidação redonda é o formato mais conhecido, e é denominado de brilhante, mas existe uma variedade enorme na qual pode ser lapidado.



 


Esmeralda

Seu nome deriva do grego 'smaragdos', mas provavelmente sua origem é persa ou hindu antigo, e significa pedra verde. Antigamente acreditavam que poderia ser usada contra atos carnais ilegítimos; se usada em um momento de infidelidade poderia se quebrar em milhões de fragmentos. Ou também ser usada como desintoxicante, contra a peste, envenenamento e hemorragia, usada no pescoço protegeria contra ataque epilético e afastaria os demônios. Símbolo de alegria, esperança e castidade. Uma característica própria da esmeralda é denominada de 'jardim', a pedra parece turvada por inclusões. Dificilmente encontra-se esmeraldas transparentes.



 


Granada

O nome vem do latim 'grão', devido a sua formação de cristais arredondados, como grãos. Sua cor mais conhecida é o vermelho - violáceo. Uma de suas variações chama-se diamantóide, é verde e luminoso como um diamante, raríssimo e muito caro, mas existem várias cores e tonalidades. Outra variação é conhecida como rodolita, do grego rhodón, rosa, e líthos, pedra, ou seja pedra rosa. Sua cor é um rosa intenso, ou vermelho rosado. À ela atribuem algumas virtudes, como acabar com a tristeza e a melancolia, fortificar o coração e eliminar a febre alta.



 


Lapis Lázuli

O nome vem do árabe e do latim e significa 'pedra azul'. Sua cor é azul escuro com alguns pontinhos dourados, quanto mais azul mais caro. Diziam que dava aos cabelos algumas propriedades, como deixa-los mais bonitos, encrespados e conservados, ajudava na cura da melancolia e febre. Na Mesopotâmia era símbolo cósmico das noites estreladas. Nos países muçulmanos até hoje a usam contra o mau olhado. Símbolo da dedicação divina e religiosa. Ele é sensível a pressões elevadas e altas temperaturas, banhos quentes, ácidos e sabões.



 


Ônix

Sua cor é negra. Antigamente no Oriente acreditavam que quem o usasse via diabos. Depois foi muito utilizado na fabricação de camafeus. Na metade do século XIX foi muito utilizado na joalheria de luto, muito na moda na época.Teve seu apogeu com o Art Déco.



 


Opala

Seu nome vem do sanscrito 'upala' que significa 'pedra preciosa'. A sua força é também a sua fraqueza, ela contêm de 1 a 21% de água, por isso algumas variedades de opala, por exemplo, 'opala de fogo' ou 'mexicana', podem literalmente explodir se expostas ao calor ou em contato com outros líquidos que não sejam água. Existem muitas variedades, divididas em 3 grupos: opalas nobres opalescentes, opalas de fogo e opalas comuns. É uma pedra frágil e cara, seu aspecto é bem variado, pode apresentar fundo branco, azul, azul acinzentado, fumê ou preto e esfumaturas de todas as cores e tons, e isso se deve a um fenômeno que se chama 'arlequim' que é a variação das cores de acordo com o movimento da gema. Era muito apreciada pelos gregos, romanos e árabes que acreditavam que como ela tem todas as cores das outras pedras, também possuía todos os seus atributos. Na Índia era considerada sacra para os deuses, símbolo da virgindade, dava força e coragem a quem a usasse. Antigamente acreditavam também que era boa para os olhos, que permitia que se enxergasse além das aparências, que entrasse em contato com o divino.



 


Pérola

A origem do nome é incerta, talvez venha do latim 'perna' (tipo de molusco), ou devido a sua forma esférica, também do latim 'sphaerula'. Existem de mar e de rio. Pode ser chamada de verdadeira ou natural, apresenta um corpo arredondado que se forma ao redor de um núcleo externo, dito agente irritante, que penetra acidentalmente dentro de um molusco, geralmente uma ostra, como 'defesa’. Por esta especial formação é considerada símbolo de dor e purificação. Hoje muito raras. Mais comum no mercado é encontrarmos pérolas cultivadas, que se formam da mesma maneira que as verdadeiras ou naturais, que são cultivadas pelo homem.



 


Rubi

O nome rubi deriva do latim 'rubrum' que significa vermelho. Diziam os antigos que era a pedra da paixão, do fogo, acreditavam que desse honra, graça e capacidade de conquistar domínios e senhoritas, acalmasse a cólera e protegesse da sedução e tempestades. O rubi está entre as gemas mais valiosas, quando grandes são mais valiosos que diamantes de tamanho semelhante. Junto com a safira é o mineral mais duro depois do diamante.



 


Safira

Seu nome vem do grego, azul. Junto com o rubi possui uma dureza elevada só ultrapassada pelo diamante. Na antiguidade até a Idade Média se entendia como safira o lápis-lazúli, e por volta de 1800 é que distinguiram essas duas gemas. Sobre a safira diziam que era boa contra doenças nos olhos, dores abdominais e no fígado. Servia como calmante e por essa característica continha os desejos sexuais, por isso era aconselhada aos padres, freiras e todos aqueles que haviam feito voto de castidade. Simboliza a mente elevada e o amor.



 


Topázio

O nome provém da ilha de Zebirget no Mar Vermelho (a antiga Topazos). O topázio indicava para os antigos todas as pedras amarelas ou castanho douradas e era considerada virtuosa. Ele pode ser transparente, incolor, amarelo - mel, queimado, azul e raramente rosa ou avermelhado. Neste caso é chamado de topázio imperial ou madeira. O mais conhecido é o amarelo, chamado também de topázio dourado. O azul é facilmente confundido com a água marinha e seus tons vão do azul claro a um azul mais intenso.



 


Turmalina

O nome deriva do senegalês 'turmali', 'pedra que atrai cinzas', por uma de suas propriedades de carregar-se de eletricidade, atração magnética quando exposta ao calor. Entre todas as gemas é aquela que oferece a maior variedade de cores, apresentando todas as esfumaturas do arco-íris. A cor mais conhecida é o verde, mas existem outras como as vermelho-liam do claro ao escuro. É símbolo da sabedoria, força da mentelás: rubelita, róseas, incolores ou quase incolores (raras), amarelas, negras, azuis, todas elas vari, eloquência e aprendizado.



 


Turquesa

O nome significa pedra turca, porque antigamente a rota comercial que a trazia para a Europa passava pela Turquia. O sinônimo 'calaita', do grego significa pedra bonita é menos conhecido. Sua cor é azul - celeste com veios que podem ser pardos, cinzentos ou negros, a cor azul pura é rara. Diziam que ela protegia de acidentes e que mudava de cor conforme o acontecimento agradável ou não. Símbolo de alma boa e protetora da saúde. Os anéis de turquesa devem ser retirados antes de lavar as mãos. Cosméticos, suor da pele, perda da umidade natural ou expostas ao sol estão sujeitas a alteração da sua cor. É uma pedra frágil.